23 de maio

Obra de Tomie Ohtake na Avenida 23 de Maio passa por limpeza e restauro

Postado em

A Ligue-táxi da os parabéns a prefeitura de São Paulo, pela reforma dessa magnifica obra.

O monumento projetado pela artista Tomie Ohtake para homenagear os 80 anos da imigração japonesa teve suas cores renovadas e sua iluminação restaurada. Instalada no canteiro central da Avenida 23 de Maio, a obra foi limpa pelo Programa Cidade Linda e restaurada por meio de uma parceria entre o Instituto Tomie Ohtake e a Coral, marca de tintas da empresa Akzo Nobel. O prefeito ressalta a importância para a capital de parcerias com as empresas e se coloca à disposição de outros representantes da iniciativa privada que desejarem contribuir com a cidade.

“Esse é um trabalho que estamos fazendo dentro do Programa Cidade Linda, sob a coordenação do Bruno Covas. E essa é uma obra representativa da cidade. Ela estava vandalizada, mutilada, pichada e foi recuperada em oito dias, com o trabalho coordenado pelo instituto Tomie Ohtake e realizado por uma equipe Akzo Nobel, a quem eu faço mais uma vez, um agradecimento, por ter aceito esse convite de para recuperar uma obra da cidade”, afirmou o prefeito João Doria.

Localizada na principal ligação entre as regiões Norte e Sul da cidade, na altura do Centro Cultural São Paulo (CCSP), a obra possui quatro lâminas de concreto armado com cerca de 40 metros de comprimento, 4 metros de altura e dois metros de largura cada uma.

Monumento da Tomie Ohtake – antes da ação da Prefeitura de São Paulo

Monumento da Tomie Ohtake – depois da ação da Prefeitura de São Paulo

Em 14 de janeiro, as estruturas passaram por serviços de limpeza, realizados por uma equipe de 12 pessoas com uma máquina antares (de alta pressão). A lavagem retirou os resíduos de poluição e a tinta de pichações.

Em seguida, no dia 16 de janeiro, uma equipe de restauro lixou a obra, para retirada da tinta, e aplicou uma base que prepara o concreto para a pintura.  O próximo passo foi a pintura das lâminas nas cores amarelo, laranja, verde e azul, conforme as orientações deixadas pela artista. “A pintura da parte interna das ondas já foi refeita três ou quatro vezes. A Tomie mudava as cores e decidimos manter o último projeto, que ela acreditava que deixava a escultura mais leve”, explicou Ricardo Ohtake, filho da artista e diretor do Instituto Tomie Ohtake. A última repintura da obra ocorreu há 7 anos.

A recuperação da obra integra as atividades da operação Cidade Linda, que atou na última na Avenida 23 de Maio, no trecho entre a Praça da Bandeira e a região do Parque Ibirapuera, em ambos os sentidos. As formas onduladas do monumento também foram valorizadas com a renovação da iluminação do local. Durante a ação, duas das doze luminárias do local foram trocadas.

“A recuperação é importante para a cidade, e não para a família. A população precisa respeitar as obras de arte e a arquitetura que estão nas ruas”, avaliou Ricardo Ohtake.

Sobre a artista
Falecida em 2015, Tomie Ohtake nasceu no Japão e viveu por quase 80 anos no Brasil. O monumento da Avenida 23 de Maio, inaugurado em 1988, comemora os 80 anos da chegada do primeiro grupo de imigrantes japoneses ao Brasil em 1908, a bordo do navio Kasato Maru. As lâminas da obra representam quatro gerações de japoneses no país.

Fonte: http://capital.sp.gov.br/noticia/obra-de-tomie-ohtake-na-avenida-23-de-maio-passa-por-limpeza-e-restauro

Anúncios